O pequeno Joaquim Gibson. / Foto: Andréa Leal.

Curso orienta cuidado com as produções de fotos newborn

A fotografia de recém-nascidos ou fotografia newborn ganha cada vez mais adeptos em todo o mundo. Uma ideia que começou na década de 80, com a fotógrafa australiana Anne Geddes. Impossível esquecer aqueles bebês que mais pareciam personagens de contos de fadas em meio a legumes, verduras e flores. As fotos foram estampadas em calendários e livros traduzidos em 24 línguas e que venderam mais de 18 milhões de cópias em todo o mundo. Outra referência internacional são as gêmeas americanas Kelley Ryden e Tracy Raver, que começaram uma releitura de fotografias de recém-nascidos, deixando o bebê em primeiro plano. Em 2004, elas procuraram pediatras e fisioterapeutas para entender que tipo de posicionamento poderiam fazer com os recém-nascidos e lançaram a moda de fotografá-los com a mão no queixo, em posição fetal, e até dentro de um saquinho pendurado na árvore.

“Apoiado no afeto e na emoção, este gênero fotográfico também precisa de uma grande dose de “razão”, de técnica, preparo e responsabilidade. É de importância primordial a forma como a prática é realizada, levando em consideração a fragilidade dos ‘modelos’, a preocupação com a saúde e o bem-estar de seres tão delicados”, defende a fotógrafa de família e especialista em fotografia newborn Andréa Leal, também presidente Associação Nordestina de Fotógrafos de Família.

Cuidados – Para se caracterizar como tal, as fotos newborn precisam ser tiradas entre o 5º e 15º dia de vida do bebê e isso exige do fotógrafo, além de formação na área, uma capacitação especial. É preciso estudar, por exemplo, a fisiologia do bebê, as fases do sono, como ele se comporta em cada etapa do desenvolvimento durante os primeiros dias de vida. Infelizmente, a falta de preparo e responsabilidade já chegou a causar acidentes e lesões, duas situações indesculpáveis e inimagináveis. Nunca deve-se deixar o bebê sozinho. Os ensaios são feitos na presença de uma assistente que, mesmo nas poses mais simples, está o tempo todo ao lado do bebê para acalmá-lo e garantir a sua segurança. Principalmente em fotos específicas em que ele aparece com a cabeça apoiada sobre as mãos ou está na vertical, quando é realizada uma montagem de duas ou mais imagens e uma outra pessoa sustenta o bebê cuidadosamente, de formas diferentes.

Então, é preciso estar sempre atento. O primeiro passo é escolher um fotógrafo profissional e especializado, experiente em fotografia newborn, que tenha sensibilidade para manter a criança à vontade e em absoluta segurança. O fotógrafo de recém-nascido entende e respeita a criança e seu tempo. A experiência garante ainda que o ensaio não demore mais tempo que o necessário e não afete a rotina do bebê, que tem sua horinha de mamar, dormir, ser trocado.

“Mas muito outros aspectos levamos em conta, como a luminosidade, temperatura do estúdio, a higiene dos equipamentos, os locais onde a criança será colocada. Um investimento alto e cuidadoso para proporcionar um ambiente propício para o conforto da criança e da família, em cada detalhe. Com um olhar atento de mãe e ajuda da tecnologia, a segurança e o bem-estar estão garantidos. Equipamentos reproduzem os sons que o feto ouvia dentro do útero, fazendo com que ele se sinta totalmente à vontade. A certeza de um momento feliz e sem riscos”, acrescenta Andréa.

Os recém-nascidos possuem um sistema imunológico frágil e por isso estão mais sujeitos a infecções, por exemplo. O fotógrafo deve sempre manter as mãos higienizadas com álcool antes e durante a sessão. O profissional jamais poderá realizar o ensaio caso esteja com alguma doença que possa ser transmitida ao bebê. É importante certificar-se de que todos os objetos utilizados na sessão estejam devidamente higienizados. O local das fotos deve ser limpo com álcool 70% e, para evitar alergias e irritações, mantas e acessórios devem ser lavados com sabão neutro ou indicado para recém-nascidos antes de cada sessão, mesmo que não estejam aparentemente sujos. O material também deve ser embalado adequadamente até o próximo ensaio para evitar o acúmulo de poeira, germes e até bactérias. O uso de tapetes, coroas, cestos e outros acessórios para compor as fotos deve sempre levar em consideração o conforto do bebê. O ambiente em que as fotos serão tomadas deve estar climatizado. No hospital, por exemplo, a temperatura ambiente é de 25 °C, mas o conforto com a temperatura pode variar de bebê para bebê, entre 26º C e 30º C. Por isso, é preciso estar atento aos sinais de frio e calor que ele possa demonstrar. Um termômetro também deve ser colocado no local para monitorar a temperatura durante todo o ensaio.

“Parecem detalhes, mas na verdade são cuidados extremamente importantes que defendemos simplesmente porque o bem-estar da criança estará sempre em primeiro lugar. Esta preocupação é um gesto de profissionalismo e de amor”, conclui a fotógrafa.

Curso – Preocupada auxiliar e capacitar profissionais sobre cuidados e outros aspectos deste tipo de fotografia, a fotógrafa de família e especialista em fotografia newborn Andréa Leal, também presidente Associação Nordestina de Fotógrafos de Família, promove em em agosto próximo o curso Segurança em Foco, que será ministrado pela fotógrafa e enfermeira paulista Priscilla Félix, especializada em recém-nascidos.O curso vai ensinar todas as técnicas para que a sessão fotográfica seja executada de maneira segura. Serão abordados temas como a anatomia e fisiologia do recém-nascido, o posicionamento seguro, com as limitações e cuidados em cada pose, além de capacitação sobre bebês especiais, com Síndrome de Down, microcefalia, hidrocefalia, ainda sobre os cuidados para evitar acidentes de luxação de quadril, fratura de clavícula e refluxo. Serão detalhados também os procedimentos a serem adotados em casos de emergência. O curso será realizado no dia 16 de agosto, das 9 h às 18 h, no auditório do Empresarial Casa Forte Corporate, empresarial onde fica o estúdio Andréa Leal Fotografia, na Rua do Chacon, 274, Casa Forte, Recife. Outras informações através deste link no facebook.

Com informações de Andréa Leal.

Compartilhe:
Fernando Alvarenga

Cristão, pai de Valentina, casado com Joana Barros e jornalista.