Barracas de frutas e verduras orgânicas, além de um mix de lanchinhos saudáveis e produtos sustentáveis invadem o jardim da Refazenda dos Aflitos, no dia 29 de novembro, a partir das 17h. A feira será realizada em parceria com a Comadre Fulozinha, empresa especializada em produtos orgânicos.

O projeto é mais uma iniciativa da Refazenda em trazer um estilo de vida mais saudável às pessoas. “Queremos reunir pessoas que valorizam e entendem a sustentabilidade como propósito de vida. Com sabores, cheiros, texturas das nossas roupas e acessórios”, comenta a estilista Magna Coeli que ao lado do filho e empresário Marcos Queiroz, está a frente da ação.

“É também um momento para que as pessoas dos arredores da Refazenda aproximem mais desse estilo de vida, conhecendo os alimentos orgânicos dos nossos parceiros, produtos feitos com calma e com alma, e se sintam felizes com esse estilo de vida, que pensem à frente. O Brasil ainda figura no ranking dos países que mais empregam agrotóxicos nas plantações. Nosso esforço é um pequeno combate para levar saudabilidade para o cotidiano”.

A feira orgânica garante que as melhores propriedades nutritivas dos alimentos sejam preservadas, são espaços de trocas de experiências, de melhorar o consumo e produção de pequenos produtores e um ambiente fértil para novas conexões. E há um positivo crescimento dessa vontade de garantir uma vida melhor. Os sinais são comprovados pela economia. Em 2017, o setor de alimentos orgânicos alcançou o montante de R$3,5 milhões dentro do país e vendeu US$210 milhões. Para 2018, a expectativa é de crescer mais 20%. Todos os dados são do Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis).

Além da preocupação com a alimentação saudável, a feira será passarela e vitrine para a novíssima coleção da Refazenda, batizada de Cor de Agrião.

“Frequentar e consumir produtos orgânicos em feiras de bairros contribuem na produção de pequena escala, agricultura familiar. Uma das maiores dificuldades desses produtores é escoar sua produção, muitas vezes produzem sem vender. Lá é possível encontrar esses pequenos produtores e grandes incentivadores da vida saudável organizados em cooperativas que também levam produtos artesanais como doces, bebidas típicas e até apresentações artísticas, queremos incentivar isso”, finalizam Marcos e Magna, que pretendem e criar um calendário fixo, com intervalos de 15 dias, para novas edições da Feira de Orgânicos na Rua Teles Júnior, bairro dos Aflitos, no coração da Zona Norte do Recife.