Daniel Alvarez tem seis anos e quer outro videogame. O que o pai e a mãe disseram? Não! Mas calma, eles deram uma opção a criança de construir o caminho e conquistar algo que ele deseja.

“Sempre achei importante desenvolver habilidades empreendedoras nos meus filhos. Eu queria que eles tivessem atitudes de serem proativos e buscarem o que querem sem vitimização”, relata Guga Pessoas, pai de Daniel.

O pequeno apesar de ter seis anos, respondeu como gente grande e com maturidade. Ele disse que não era justo o pai e a mãe terem dinheiro e ele não (para comprar o brinquedo) e perguntou como ele poderia conquistar o brinquedo. O que os pais fizeram? Sugeriram a ele escrever um livro para obter recursos e comprar o que ele deseja. Por isso surgiu o livro dos Porquês que será lançado este mês, mas pode ser comprado no pré-lançamento já disponível. (Mais informações no fim do texto).

Para escrever exatamente as histórias da criança, o pai, Guga Pessoas, gravava o áudio em dispositivos móveis, transcrevia e depois lia para o filho validar se era aquilo mesmo que estava sendo produzido.  “A construção foi um pouco difícil até a gente conseguir um método. No início ele chorou porque não acertávamos como transcrever as histórias que ele contava”, revela Guga Pessoas.

“É fundamental que os pais criem nas crianças a aproximação com o dinheiro, mas o mais importante é a administração financeira”, explica a psicóloga especialista em família, Chayenne Camaroti. Para a criança compreender que ela precisa de dinheiro e traçar um caminho até chegar ao seu objetivo é muito saudável.

A psicóloga explica também que a estratégia para elaboração do livro ou outra ação é preciso ser interessante para a criança. Tem que ser algo que ela se identifique porque do contrário vai servir apenas como estratégia para resolver a vida dos pais. É necessário envolvimento total do filho e que ele entenda o caminho em busca do alvo como prazeroso dentro das habilidades que ela sabe desenvolver para que esteja confortável.

“É preciso ter cuidado para não direcionar a criação e educação das crianças baseada na troca. Essa estratégia da produção do livro envolve troca, mas está montada numa forma positiva e saudável e que isso não vire uma constante na vida da criança. Se isso virar rotina, vai condicioná-la a fazer algo em troca”, alerta a psicóloga especialista em famílias.

Chayenne Camaroti lembra ainda que a construção do livro (ou de outro combinado com seu filho) precisa ter envolvimento dos pais para que esse caminho seja rico em aprendizado também. Chayenne lembra o trecho da canção da cantora Ana Vilela. “…Não é sobre chegar no topo do mundo / E saber que venceu / É sobre escalar e sentir / Que o caminho te fortaleceu…”

Aos interessados em comprar o e-book e ajudar Daniel Alvarez a conquistar seu videogame por merecimento devem comprar pela internet ou por depósito na conta dos pais dele.

O Lançamento oficial será na feira do Livro da Escola Avançar, em Garanhuns, agreste de Pernambuco, no dia 14/04, mas eles já estão com pré-lançamento do e-book por apenas R$ 5,00. O valor deve ser depositado no Banco do Brasil. Agência 5898-x Poupança 5724-x. Variação 51 em nome de Daniel Alvarez dos Santos. O comprovante deve ser enviado por e-mail para o pai: gugapessoas@gmail.com. Outra opção é pela internet, mas com taxas acrescidas.

A psicóloga Chayenne Camaroti atende em consultório particular pelo número 81.9.9929.6461 e está no instagram. @chayennecamarotipsicologia