Todo pai e mãe de verdade sabe que férias é aquela agitação. Se você é do tipo do pai e mãe que prioriza uma alimentação saudável para os filhos, minha dica é manter o ritmo também nas horas de lazer. Não estou para ditar regras, a proposta do blog é orientar de maneira tranquila o que consideramos ideal e saudável para as famílias. Se o filho come bem, estará mais saudável, adoece menos e será um adulto comprando menos remédios.

Aqui em casa, com Valentina, a gente mantém o ritmo dos cuidados com alimentação, mas não privamos ela de comer uma coxinha numa festa de aniversário. Ela toma sorvete, mas sempre nos finais de semana e priorizamos os de fruta. Se ela nos vê tomando refrigerante nos finais de semana, explicamos a ela que a bebida é preferencialmente de adulto e ela numa boa entende. Aqui priorizamos a explicação. Sempre deixando-a ciente de que é importante se alimentar bem. Acreditem que funciona. Valentina tem 2 anos e 4 meses (em janeiro).

Leia também:

E como a gente sabe, a rotina não combina com férias. E com a rotina alimentar não poderia ser diferente. Com os períodos sem aulas, a alimentação sofre algumas alterações. Dormir tarde, acordar mais tarde ainda, viagens, praia, piscina. Os pequenos têm acesso a alimentos diferentes, e costumam ficar mais propensos a abusar um pouco mais das guloseimas. Pensando em auxiliar mães e pais nessa batalha da alimentação saudável nas férias, a nutricionista da Emagresee, centro de emagrecimento localizado no Parnamirim, Fernanda Araújo, nos ajuda com algumas dicas importantes de como cuidar da alimentação dos miúdos durante as férias:

1 – “É importantíssimo respeitar o horários das refeições. Mesmo a criança acordando um pouco mais tarde, ou próximo ao horário do almoço, ela deve se alimentar ao menos com uma fruta”.

2 – Quase sempre a volta das férias é acometida por casos de gripes e resfriados. Para que não aconteça com o seu pequeno, a dica é aproveitar as frutas da época, que são os morangos, tangerina, caju e banana, que são boas fontes de vitamina C”, afirma

3 – A hidratação é fundamental. Por isso, abuse de água e água de coco e sucos para manter as crianças hidratadas.

4 – Para controlar as frituras e guloseimas, Fernanda aconselha: “quando o menu pedir batata frita, opte por assar ao forno ou Air Fryer, sem imersão em gordura. Já o cachorro quente, outro prato queridinho dos pequenos, prefira os feitos com carne moída e com poucos molhos. Para refrescar, abra mão do sorvete tradicional e opte por picolés de frutas feitos com pedaços de fruta e água de coco ou iogurte. Já o chocolate, a ingestão deve ser de 30g no máximo, e de preferência,50% cacau. Pipoca natural feita em casa, tá liberado”.

5 – Se a criança ainda estiver na fase de beber leite na mamadeira, opte por levar o pó do leite e da mistura em um potinho. “Se for levar uma fruta, opte por levá-la inteira e picar apenas na hora do consumo. Para crianças a partir de 01 ano não amassar as frutas, a mastigação é muito importante”, finaliza Fernanda.

com informações da assessoria de imprensa.