Amamentação é só com a mãe, mas todos podem ajudar

Terminando nossa campanha de incentivo a amamentação, compartilhamos aqui um relato de uma mãe e seguidora do nosso blog. Viviane Viana fala como foram os primeiros dias após o nascimento da filha, Laura, e as dificuldades enfrentadas para conseguir amamentar em livre demanda. Ela mandou o texto no início da nossa campanha, mas a gente achou melhor segurar ele para publicar no encerramento, fechando com chave de ouro e muita sinceridade a nossa semana.

Leia também

Dá uma olhada no que ela disse e vê se ela não resume o lema da campanha.

Na Semana Mundial do Aleitamento Materno não vou postar foto de nós duas tranquilas, ela mamando calma, e eu conversando… Pra mim, essa foto aqui é mais significativa.

Com meus peitos empedrados, com hiperlactação, com fissura, com candidíase mamária, minha cara escondendo a dor e ombro tensionado. Porque, apesar disso tudo, teve livre demanda, teve ganho de 1,3 kg em 47 dias, teve aumento de 5 cm.

Mas, acima de tudo, teve apoio e orientação. Do Fabio, da minha mãe, sogra, comadre, das amigas que fiz nos grupos de mães e daquelas virtuais que a maternidade me deu. Teve ajuda da equipe Bem Parir, da doula Rebeca Bricio, do banco de leite da Maternidade Municipal Herculano Pinheiro, do Banco de Leite do Instituto Federal Fernandes Figueira, da pediatra Fernanda Mosqueira e da consultora de amamentação Fernanda Molino.

Sem ajuda, eu não conseguiria. Persisti por acreditar ser o melhor pra você, Laura. Mas, algumas vezes uma necessidade médica real, o cansaço, a dor, a falta de orientação correta, o excesso de palpite e julgamento, pediatras desatualizados e/ou vendidos pra indústria do LA (leite artificial), podem levar a necessidade de substituição. E NUNCA É CULPA DA MÃE. E a relação mãe-bebê segue linda e cheia de amor como qualquer outra.

Mas, se é uma coisa que você realmente deseja, insista, reconhecendo o seu limite. Busque ajuda, a dor é sinal de que há algo errado. Não espere “passar”, “calejar”…

Amamentar: ninguém pode fazer por você. Todos podem fazer junto com você.

Mamães na amamentação

E você também pode conferir aqui todas as fotos das mamães e seguidoras do @sosendopai e do @paideverdade que ajudaram a fortalecer nossa campanha.

Compartilhe: